Thursday, June 22, 2006

Artista Plástico, Artista Decorativo e Artesão

Pois é... As coisas no Brasil começaram erradas e pra variar, acorda arrebentou do lado mais fraco. Até uns anos atrás (AAMB, ouseja, Antes da Ana Maria Braga), os artesãos tinham até vergonha dedizer que viviam disso. Tudo que se fazia, tricô, crochê, bordado, era brega, coisa de velhos. O "fashion" era o clean... uma mesa devidro com um arranjo floral minimalista em cima, a seco, semtoalhinha, sem nada. E (Ai!) se você quisesse colocar um pingüim nageladeira. Depois, foi-se admitindo uma coisinha aqui, outra ali, até que darno que deu... O ARTESANATO NO BRASIL MOVIMENTA CIFRAS SUPERIORES ASDA INDÚSTRIA DO VESTUÁRIO, sabiam disso? Pois, é... Mas os queproduzem, coitados, nem sabem valorizar sua arte. Primeiro que em vez de dizer: "eu mexo com artesanato", deveriamdizer: "Sou artesão" ou "Sou artista plástico" ou "Sou um artistadecorativo". E saber colocar preço, não dar desconto facilmente (ouprogramar seu preço para negociar) e NÃO VENDER PRA QUEM NÃOVALORIZA. Ah! Que caro! Ah! O senhor também pinta? Não. Então não sabe quanto custa a matéria prima? Nem o trabalho que dá?Nem se o senhor tem capacidade para fazer o que eu faço com um pénas costas? Pois saiba que minha arte é pra quem pode e não pra quemquer!!!! E vá plantar batatas!!!! Mas fulano faz e vende pela metade do preço. Então compre dele, que se o trabalho dele tem a mesma qualidade domeu, eu também vou comprar pra revender. E o dele não é da grifeCountry Craft. O que é isso, Country Craft? O senhor não sabe? É a melhor marca de arte em madeira (oupatchwork, o que for) que existe... É uma grife conhecidíssima, super conceituada... etc., etc., etc...Temos que VALORIZAR O QUE PRODUZIMOS, mas também fazer por onde...buscar aperfeiçoamento, conhecimento, exclusividade, diferencial demercado, etc. e tal... E manter o nível, sempre... Quando todos tiverem fazendo isso, vai funcionar como lá fora, ondeuma bandeja pintada com hindeloopem pode ser vendida por 300 euros oumais... Tudo que tem uma etiqueta onde se lê "Pintado (ou Feito) áMão", tem valor maior. E quem não tem competência, qualidade etalento, não se estabelece. Quem sabe depois disso, passe a valer a pena ser artesão, artistaplástico ou decorativo nesse país. Quando essa classe seconscientizar de que tem valor, e muito... Não é qualquer um quepinta (ou faz arte)... É preciso TER O DOM, que pertence a quemDeus dá e não a quem quer... E no dia que isso acontecer, eu vou ficar muiiiito feliz, pois ficomuito brava, quando vejo uma pessoa lutar, lutar, lutar, passarnoites em claro, fazer anos de aulas, pesquisar, gastar uma granapreta em material didático, matéria prima, etc...) e vender suaspeças a preço de banana, mais pra "manter o vício", que pra lucrar.E TENHO DITO!!!!!!! Que agora fiquei muito brava (e estou quasequebrando o teclado)!Ora bolasUmpht!

Em tempo: Artesão é aquele que faz uma peça onde mais de 70% é material nãoindustrializado, é feito em série e tem uma relação com o lugar ondevive (é típico de um lugar). Artista Plástico é aquele que cria suas obras e as faz únicas. Artista Decorativo é aquele que pinta, não necessariamente cria(suas peças podem ser copiadas) e às vezes faz algumas peças iguais, mas não em série (independente do material que usa, como madeira,tecido, vidro, etc...).

Eliana Zerbinatti - Artista Plástica e Designer de Artesanato

Monday, June 19, 2006

curso no Projeto Viver


A partir do dia 05.07 aulas de pintura do Condomínio Projeto Viver !